sábado, 26 de maio de 2012

Killer Movie

Este filme não é um lésbico, mas gostei dessa cena que não durou nem um minuto. A que faz o papel da assistente é bem gata, já havia visto ela em alguma série ou filme mas não me lembro. Aqui vão as cenas do filme Killer Movie com as atrizes Cyia Batten que interpreta a produtora Lee e que seduz a sua assistente Phoebe  interpretada por Torry DeVitto.

Ps: Lembrei/ A atriz Torry DeVitto é a irmã da Spencer do seriado Pretty Little Liars.

Aqui vão as imagens para se deleitarem:

















Chopada no Café Acústico


domingo, 13 de maio de 2012

Segredos, Mentiras e Emoções - Capitulo 32

Kamila ficou um enorme tempo preparando o cabelo. Depois parou em frente ao guarda roupas e experimentou praticamente todas as roupas que estavam lá. Foram diversas combinações para saber qual a melhor combinava com o seu cabelo.

Enquanto isso, Alex que já estava pronta chegou na porta do quarto de Kamila e ficou admirando ela na roupa que tinha escolhido. Já iria abrir a boca para falar que não havia motivos de ela ir a essa festa por que Kamila estava demorando demais, quando esta lhe lançou um olhar.

Alex não soube definir que tipo de olhar era aquele, mas havia desejo contido neles. Tentou disfarçar indo pegar uma peça de roupa que havia caído no chão e colocá-la novamente no cabide. Não queria demonstrar que havia alguma coisa entre elas, só queria se afastar de Kamila para entender aqueles sentimentos. Sentimentos que ela preferiria descobrir longe de seu objeto de desejo.

-- Ka! Estou achando que não irei mais a esta festa. Você esta demorando demais, e já estou com sono.

-- Pare de besteira Alex, são apenas 20:30 e a Kathy nem passou ainda. Duvido que está com sono a uma hora dessas, esta é querendo ter um motivo para não ir a festa, mas este não colou.

-- Mas não estou querendo ir.

-- Mas você vai e pronto! Nem que eu te arraste de pijama até lá.

-- Porque vocês estão insistindo tanto para que eu vá a esta festa. O que você está me escondendo Kamila?

-- Este vestido fica legal em mim? Combina com a bota que estou usando?

-- Você está linda. Agora me diz por que vocês querem tanto que eu vá a esta festa, ou não sairei desta casa hoje.

-- Queremos que você saía de casa um pouco. Você está muito caseira. Não é por nada não Alex, mas sei lá estes dias você tem passado por tantas coisas que achamos que se você começar a sair e se divertir pode mudar seu animo. Não vou dizer que irá esquecer tudo que houve com você, e também sei que não gosta que entremos neste assunto, mas só queremos o seu bem.

-- Não sei não. Se você demorar muito eu desisto de ir.

Kamila terminou de arrumar no momento exato em que Katherine apareceu para buscá-las. As duas entraram no carro e Katherine olhou para a roupa de Alex.

-- Que roupa é essa Alex. Você parece séria demais. Precisa se vestir melhor garota, vou te levar para um banho de loja amanhã.

-- Uai, se minha roupa está incomodando vocês, melhor eu não ir. Não quero que passem vergonha estando de meu lado. Não estava mesmo com vontade de ir a esta festa.

--Vá sonhando! Me diga uma coisa Alex, que dia você irá se encontrar com a Susan novamente? – Perguntou Katherine olhando pelo retrovisor do carro e olhando nos olhos de Alex.

-- Espero que nunca! Mas como estou sendo obrigada, na segunda terei uma audiência, porque?

-- Preciso que me faça um favor. Alias depois a gente precisa conversar seriamente?

-- Vocês duas e seus segredos. Estou começando a achar que vocês fazem parte de alguma organização secreta.

-- Deixa de besteira Kamila, só iria pedir para ela pegar um autógrafo da mãe dela pra mim. Minha mãe me ligou e pediu que eu enviasse o autografo dela como presente de aniversario.

-- Na segunda eu pego para você Kathy.

-- Não entendo por que! Se você não dorme com a pessoa, para que uma misera foto com um rabisco. Para mim não vale de nada.

-- Kamila, você é muito esquisita. Nem falarei mais sobre assunto, vejo que sua mentalidade ainda não atingiu o primário.

-- Você que não imagina o quanto ele esta avançado nestes termos.

-- Sem comentários! – Disseram Kathy e Alex ao mesmo tempo.

-- Alex aproveitando que você irá entrar na equipe de natação, devo te avisar que você viajará conosco na próxima sexta para uma competição intermunicipal. Claro que não irá nadar mais poderá participar de outra forma.

-- Esqueci deste detalhe. Vou ter menos tempo para mim e mais tempo para os outros. Nem sei quem me convenceu a entrar na equipe de natação. Oh já sei, foi você? – Alex fez uma cara de desagrado que fez com que Katherine soltasse uma risada.

-- Serei sua maior fã. Isso significa, mais tempo e comprometimento para com a minha pessoa viu Alex. Ou seja, quando eu te solicitar você terá de ser muito especial para mim.

-- Você é ridícula Kamila. Não te devo favores, não farei nada.

-- É mau agradecida mesmo. Por isso não arruma marido! – Kamila começou a rir de Alex. – Marida não é. Sei lá como é o certo. Esposa deve ser isso.

-- Kamila, por que você não se cala. Estamos cansadas das besteiras que saem de sua boca.

-- Sei que vocês me amam viu. Mas me comportarei a partir deste exato momento.

E foi isso que Kamila fez. Permaneceu sem perturbar ou falar besteira no restante do trajeto. Chegando na casa da Dani, Katherine deu um jeito de fazer com que Kamila a deixasse a sós com Alex. Enquanto Kamila provavelmente foi falar com algum conhecido, Kathy levou Alex para um local menos movimentado por que precisava falar um assunto com urgência.

-- Não quero autógrafo algum de sua mãe. Mas tem certas coisas que preciso manter somente entre nos duas. Na segunda queria que conseguisse algumas coisas para mim. Vou ficar fora por uns dias, e quando retornasse queria que você me passasse o que te pedi. Consiga alguma coisa para que eu possa fazer o exame de DNA de seus pais.

-- Tipo o que. Quer que eu finja que esta tudo bem com eles e que no fim da conversa eu peço encarecidamente que eles me dêem um fio de cabelo de cada um por que não confiamos nas clínicas dessa cidade e que faremos um exame alternativo.

-- Não seja hipócrita. Eu só estou te ajudando, se quiser a minha ajuda tem de fazer por merecer. Sabe muito bem que há alguma coisa errada. Mas é claro que você não poderá dar esta bobeira. Eles não podem saber do que se trata. Em hipótese alguma diga alguma coisa para eles. Melhor para ninguém.

-- Esta historia está muito complicada Kathy. Não sei se quero continuar com isso.

-- E por que esta mudando de idéia logo agora. Tem alguma coisa que te fez mudar de idéia repentinamente. Alguém te ameaçou?

-- Não mudei de idéia. Eu mais que qualquer pessoa quero saber quem são meus pais. O porquê de meus exames sempre darem o mesmo resultado. Mas se você não percebeu, um cara foi morto por que sabia demais, ou de menos sobre mim. Se isso pode causar risco de vida em alguém é claro que não posso ir adiante. Tenho de pensar no bem estar dos outros.

-- Se é assim que você quer, posso parar de procurar alguma coisa sobre sua vida.

-- Você esta investigando a minha vida?

-- Talvez! Alex, você sabe mais que qualquer pessoa, que algumas coisas têm que ser enterradas a sete chaves e com pelo menos mais dez senhas para abrir estas chaves. Tem coisas que não podem ser divulgadas, e claro para o seu bem, o meu bem e o de muita gente é bem melhor que fiquemos de boca fechada. Só que se você pode estar correndo risco de vida, eu tenho que me intrometer sim. Agora vai depender de você. Quer ou não que eu continue investigando.

Alex pensou alguns minutos e por fim, não tendo escolha, resolveu que o melhor seria se descobrisse tudo sobre a sua vida.

-- Ok. Você sabe que eu não desistiria tão fácil assim. Mas saiba que precisamos tomar muito cuidado. Ficará somente entre nós.

-- Bem não somente entre nós. Algumas pessoas precisarão saber, mas com elas deixa que eu me resolvo. E então fará o que te pedi.

-- Como conseguirei material genético de todos os meus pais, não posso sair arrancando um fio de cabelo deles pela raiz. E muito menos que eu peça que eles retirem uma amostra de sangue para que você possa mandar realizar o exame.

-- Vou pensar em uma alternativa. Hoje ainda é sexta-feira, vamos pensar em uma alternativa. Assim possamos trabalhar sem levantar suspeitas. Mas o que preciso é que você de um jeito de se aproximar de seus pais. Todos os seus pais entendeu, isso irá facilitar algum tipo de acesso que irei precisar.

-- Não sei. Ainda não estou preparada para falar com a Susan, mas sei que isso é muito maior. Vou dar um jeito. Só não posso garantir que conseguirei nada com eles.

-- Não se preocupe. Com a instrução certa você conseguirá muita coisa. Agora vamos voltar por que já estou começando a sentir sede, e aqui não tem nenhuma bebida.

As duas voltaram em silêncio para a festa. Haviam se passado mais de meia hora que ambas estavam conversando quando viram Kamila chegar com um rosto zangado para perto delas.

-- Vocês estavam ficando lá atrás. Por isso me mandaram sair de perto de vocês. Se eu soubesse que vocês duas estavam juntas não teria vindo de vela no carro. E saiba de uma coisa, isso que vocês estão fazendo é a maior besteira que já existiu.

-- Cala a boca Kamila! Já disse que não curto mulher. – Katherine soltou isso e quando percebeu que havia mágoa nos olhos de Kamila resolveu que iria tomar alguma coisa para relaxar e não prolongar ainda mais aquela conversa.

Alex aproveitou e foi para o banheiro, não queria discutir com Kamila. Até mesmo por que a mágoa que percebeu no rosto dela não sabia se estava relacionada a ela ou a Kathy. Chegou e foi logo abrindo a torneira e lavando o rosto. Nem percebeu que alguém havia entrado e que ficou escorada na porta. Assim que a água escorreu pelo rosto, esta pessoa estendeu algumas toalhas de papel e disse com uma voz que fez Alex sentir certo arrepio.

-- Vai estragar a maquiagem, e você está tão bonita hoje. Posso retocar para você?

CAPÍTULO 1     CAPÍTULO 2     CAPÍTULO 3     CAPÍTULO 4   CAPÍTULO 5
CAPÍTULO 6     CAPÍTULO 7     CAPÍTULO 8  CAPÍTULO 9     CAPÍTULO 10  
CAPITULO 11   CAPÍTULO 12  CAPÍTULO 13  CAPITULO 14    CAPITULO 15
CAPÍTULO 16  CAPÍTULO 17  CAPÍTULO 18   Capitulo 19   Capítulo 20  
Capitulo 21  Capitulo 22    Capitulo 23  Capitulo 24   Capitulo 25  Capitulo 26 

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Processar o Google

Imagine se a onda pega.

"Mãe, vou processar o Google por que minhas fotos que enviei para um amigo foram disponibilizadas na internet. Agora todo mundo me viu do jeito que nasci, e o pior não gostaram."

Primeiro: Alguém pediu para você tirar fotos de suas partes íntimas. E se da primeira vez que disponibilizou, as fotos já não serão somente suas, mas também de quem as recebeu primeiro. Se você nada disse sobre contrato de fidelidade, para que inventar de processar o google.

Na minha humilde opinião, se eu fosse dona da super Google, eu impediria que os indivíduos que a estão processando ficassem impedidos de utilizarem qualquer produto ou serviço dela. Com certeza a Google tem meios para isso. Ou simplesmente deletasse qualquer caminho de busca que se referisse aquela pessoa, ou ainda, cobrasse por cada vez que aquele nome fosse digitado. A pessoa iria dever até a alma.

Sem mídia ela não é nada, e como o maior site de busca é exatamente o Google, ficar sem figurar naquelas páginas vai ser pior.

"Ninguém mandou sair se mostrando por ai. Agora vai estudar que você já me envergonhou demais."

E-mail de uma filha anônima para uma mãe anônima kkkk

sábado, 5 de maio de 2012

Segredos, Mentiras e Emoções - Capitulo 31

Alex se aproximou da mesa e sentou próximo a garota. Cumprimentou ambas com um oi.

-- Oi! – Disse Taylor. Taylor tinha traços de uma garota que não utilizava muita maquiagem, sua pele era clara, cabelos lisos de um castanho escuro e olhos cor de caramelo. Usava uns óculos de armação preta que a deixava com um rosto de intelectual e que ao mesmo tempo escondia a sua timidez. Seu corpo apesar de parecer que havia uns quilinhos a mais por sua idade não deixava de mostrar suas formas. Assim que disse o oi começou a encarar o livro a sua frente de modo que aguardasse que Katherine informasse a sua proposta e que ao mesmo tempo a apresentasse oficialmente.

-- Alex esta é Taylor e Taylor esta é Alex. Pois bem, já estão apresentadas. Tenho que ir resolver algumas coisas. Alex, te vejo a noite na festa da Dani. Então tenham uma ótima tarde. – Disse Katherine se levantando e pegando o copo descartável junto com alguns guardanapos para jogar na lixeira.

-- Não estou muito a fim de sair hoje. Melhor deixar para a próxima pode ser.

-- Não tem isso. Você vai e ponto final.

-- Estou cansada de todo mundo decidir as coisas por mim. Se der eu apareço.

-- A Kamila vai te levar mesmo. Então até mais tarde.

Katherine saiu e deixou Alex conversando com Taylor para combinarem horário e dias que poderão estudar juntas.

-- Você irá à festa Taylor?

-- Não. Minha mãe não deixa eu sair assim. Ela precisa conhecer as pessoas com quem eu ando primeiro para só depois autorizar, além do mais, eu não fui convidada. Geralmente só as pessoas que não tem cara de nerd que foram convidadas. Eu nunca seria escolhida, não tenho o perfil de meninas que gostam de festa.

-- Entendo. Mas se quiser ir posso falar com a Kathy que ela consegue que você vá à festa.

-- Não se preocupe. Eu preciso estudar também, já sou acostumada a não ir neste tipo de evento.

-- Por que você gosta de francês?

-- Eu gosto da língua. Acho-a bonita. Sabia que já estudamos juntas em outro colégio?

-- Serio! Onde?

-- No colégio Franklin. A gente fazia economia doméstica juntas.

-- Desculpe, é que não estou lembrada.

-- Você era muito popular lá. Quer dizer aqui também, mas lá era mais diferente.

-- Entendo. Aquela Alex morreu, sobrou apenas eu. Então, você poderá me dar aula de reforço em quais horários, por que tenho de verificar quais posso pegar.

-- Nesta semana não posso, tenho que ajudar um garoto do quinto ano com uma matéria, mas na segunda a gente pode começar, se estiver bom para você?

-- Segunda vai ser meio difícil. Tenho que comparecer ao tribunal. Um lance meu que não posso deixar de comparecer. Mas você me passa a lista com seus horários disponíveis e seu telefone ai te ligo informando com quais horários posso estudar com você.

Kamila chegou com dois copos de refresco. Entregou um para Alex e ficou com o outro, visto que Taylor já estava tomando um refresco.

-- E então! O que resolveram?

-- A Taylor irá fazer uma lista de horários que ela pode me dar reforço.

-- Que bom! E quando pretende começar as aulas? – Disse Kamila sentando próxima a Alex e tirando alguns fios de cabelo que estavam caindo nos olhos de Alex. Esse movimento não passou despercebido por Taylor.

-- Tenho à tarde de segunda e quarta livres e na quinta à noite. Se estiver precisando muito urgente posso ver se te dou alguma aula no fim de semana também.

-- Para mim você deveria pegar todos os horários, você está muito ruim mesmo. Melhor se esforçar agora senão você terá de repetir esta matéria, e nada mais chato de ficar atrasada. – Kamila falou em um tom responsável que deixou Alex de boca aberta.

-- Vindo de você estou chocada. Logo você me falado estas coisas, acho que colocaram um aliem aqui, será mesmo que você é a Kamila que conheço. Então Taylor, tirando esta segunda que realmente não posso comparecer, podemos começar quarta se estiver tudo bem para você. Você me liga para falar que horário e onde iremos estudar?

-- Claro, ligo sim. Agora preciso ir, preciso buscar meu irmão no colégio. Tchau!

-- Tchau! – Disseram Kamila e Alex juntas.

Assim que Taylor se afastou, Alex queria entender por que Kamila ainda continuava perto dela.

-- Então por que ainda continua aqui?

-- Irei ficar grudada em você. Iremos a festa da Dani nem que eu te arraste até lá.

-- Outro dia eu vou. Hoje não estou com cabeça para festa, será que não podem me deixar um dia sem participar de suas maluquices.

-- Somente desta vez, por favor. Prometo que da próxima vez não irei te perturbar.

-- Já vi que se eu não for você não vai me deixar em paz. Mas já aviso, se ficar desanimada lá volto para casa em menos de uma hora.

-- Ok, somente desta vez vou concordar com você. É assim que se fala você precisa sair um pouco, ficar em casa criando raízes não adiantará em nada.

As duas saíram e foram direto para quarto de Kamila que queria a opinião de Alex na escolha de uma roupa para ir à festa. Kamila não se importou com os sentimentos de Alex quando retirava a roupa na frente dela. Quando já estava só de calcinha pronta para experimentar um vestido virou para Alex, perguntando se aquele lhe cairia bem. Alex sequer notou ou ouviu o que Kamila havia dito, sua total atenção estava ali naquele corpo seminu. Aquele corpo que ela queria somente para si, mas sabia ser impossível Kamila sentir alguma coisa por ela. Depois de aprovar uma roupa, Alex foi para seu quarto e logo foi tomar um banho, de preferência frio.

-----
Na casa de Barbara, esta chegou e deixou a bolsa em cima da mesa onde havia uma foto de Alex com Patrick. Ambos estavam sorrindo e abraçados. Eram umas das fotos preferidas de Bárbara. Esta pegou a foto, mas logo a pós no lugar novamente.

-- Então! Como foi a conversa? – Bárbara se virou ao ouvir a voz do marido que acabava de adentrar a sala.

-- Parece que foi produtiva. Acredito que se ela não pedir para morar sozinha, vamos ser os escolhidos.

-- Desta vez iremos lutar por ela até o fim.

-- Ela merece ser feliz, e parece que está seguindo sua vida. Que bom que nossa filha é forte o bastante para conseguir em frente.

-- É por que ela é nossa filha. Quando ela vier pra cá vamos enchê-la de mimos, ela vai precisar que estejamos aqui por ela.

---

Na casa de Kamila esta desceu para pegar um copo de água na cozinha e encontrou com sua mãe.

-- Vejo que tem planos para esta noite?

-- Mãe! Pois é, não somente eu, mas temos planos para a Alex.

-- Não vão prejudicá-la não é meu amor. Surpresas e encontros às escuras podem não ser tão bons assim.

-- E como a você sabia que é um encontro às escuras? Mãe, você está entrando em minha mente, não sabia que era uma mutante.

-- Kamila deixa de besteira, nem parece minha filha. Esta é sua especialidade, logo conclui que fosse isso. Mas deixo uma dica para você, observe bem este encontro planejado, se perceber que a Alex não esta a vontade com a pessoa que vocês vão apresentar, tire-a desse sufoco.

-- Pode deixar mãe. Mas acredito que a Alex vá amar a surpresa. Agora vou terminar de me arrumar. Tenha uma ótima noite mãe.

Kamila deu um beijo em sua mãe e logo depois foi para o quarto terminar de se arrumar.

CAPÍTULO 1     CAPÍTULO 2     CAPÍTULO 3     CAPÍTULO 4   CAPÍTULO 5
CAPÍTULO 6     CAPÍTULO 7     CAPÍTULO 8  CAPÍTULO 9     CAPÍTULO 10  
CAPITULO 11   CAPÍTULO 12  CAPÍTULO 13  CAPITULO 14    CAPITULO 15
CAPÍTULO 16  CAPÍTULO 17  CAPÍTULO 18   Capitulo 19   Capítulo 20  
Capitulo 21  Capitulo 22    Capitulo 23  Capitulo 24   Capitulo 25  Capitulo 26